Tendência Inverno Tartan e Flores

O xadrez escocês ou o famoso Tartan, já está estampado em muitas vitrines das lojas, essa padronagem entrou com forte tendência para o inverno 2014. A composição Tartan e Flores está em alta.

O Tartan tem uma historia antiga, no inicio do século XVIII, os escoceses usavam em diferentes cores para associar a famílias ou clãs, mas foi popularizado rapidamente, quando a rainha Vitoria da Inglaterra adotou a tradição.

O que diferencia o Tartan é a sua padronagem que é em blocos retangulares e coloridos, geralmente suas linhas são em cores contrastantes, essas linhas são horizontais e verticais e os ângulos retos em larguras variadas.

Para o inverno desse ano ele aparecerá muito na cor vermelha e com mix de estampas, flores. Dessa forma o look fica atual e moderno, pois une o xadrez que tem uma pegada mais Rock, Grunge e até o Punk e mistura com a romantismo das flores, seguindo bem a tendência mundial de tudo junto e misturado .

Porém, nem todos amam clash de estampas, vamos ver como funciona na pratica:

Como usar: não é obrigatório sair correndo e comprar uma peça Tartan com as cores da estação, sempre temos uma em nosso guarda-roupas. A padronagem pode aparecer em qualquer peça do vestuário, para ficar atual e sem cara de fantasia, o ideal é compor com peças na pegada mais  High-Low (peças mais nobres no caimento, tecidos ou marcas com mais pobrinhas ou podrinhas), por exemplo, saia lápis com moletom ou camiseta, calça ou saia de couro com caimento alfaiataria, combo shorts + camiseta com scarpin e maxicolar e assim por diante.

Peças variadas e na pegada High-Low

Tartan em peças variadas

Tartan em peças variadas

 

Tartan Saias

Tartan Saias

Peças com Mix Tartan e Floral

Mix Tartan e Flores

Mix Tartan e Flores

Faça você mesma!

Mix tartan e floral 2 peça

Mix tartan e floral 2 peça

Coordenar 2 peças é mais fácil do que se imagina, para ficar harmônico basta repetir a cor predominante de uma peça na outra, mas não é obrigatório, quem ama contraste use e abuse.

 

Imagens de reprodução: Google

Leave a Reply