Você É Uma Vítima Da Moda?

Oie!!!

No final de semana passado aconteceu uma coisa que me despertou alguns questionamentos e queria dividir isso com você.

Aqui nos EUA aos finais de semana é muito comum os restaurantes servirem um menu especial na hora do almoço, brunch, com pratos diferenciados, misturando almoço com café da manhã e especificamente servindo bebidas por um preço muito mais acessível.

Portanto, é comum vermos esses lugares mais cheios, com festas de niver e etc. particularmente gosto muito e tenho meus menus de brunch queridinhos.

Domingo passado fui em um que amo, e não sei o que estava acontecendo, mas ele estava lotado de mesas comemorando aniversários, superanimado. Geralmente, vemos mais mulheres do que homens nesses brunch, penso que é um dia bacana para a mulherada se reunir e se divertir, e de quebra consumir umas bebidinhas na hora do almoço sem culpa: Bellini, Mimosa, Spritzes e Bloody Mary, confesso que amo um Bellini!

Nesse dia quando chegamos e sentamos na mesa, eu e meu marido, percebi algo muito peculiar, ao meu ver. Comecei a olhar para as mesas ao redor, 100% animadas, e percebi que todas aquelas mulheres, cada qual em seu grupo, me pareciam a mesma pessoa. Vou explicar melhor: todas elas estavam vestidas da mesma forma, estilo de roupa, cores e estampas, sapatos, bolsas, cabelo e maquiagem.

No começo senti um incomodo, mas não estava conseguindo identificar o que era especificamente. Acho que demorou uns 10 minutos para eu entender. Bom, percebi que estava me sentindo deslocada, como se eu estivesse desatualizada, afinal, eu até tenho algumas daquelas peças que estão em voga, blusa ombro a ombro, um short ou saia mais curto ou justo, calça/ short modelo clochard e etc., mas não estava usando nenhum desses elementos. Normalmente, uso minhas roupas de forma que eu me sinta bem e sempre fujo de looks com cara de vitrine de loja.

Nesses 10 minutos fui traçando esses pensamentos e sentimentos e percebi que o meu look estava ótimo, estava arrumada, super atualizada (minha maneira de me sentir atualizada) e usando acessórios com história, ou seja, com meu estilo/ borogodó e não tinha motivo algum em me sentir desatualizada por conta disso.

O sentimento de incomodo interno passou para um incomodo externo, ou seja, comecei a sentir uma necessidade de entender e ajudar essas mulheres, não estou aqui julgando se estava bonito ou feio, mas sim detectando um grande problema que muitas mulheres sofrem, são vítimas da moda. Ok, provavelmente muitas delas estavam felizes de seguir esse padrão vitrine de loja, mas tenho certeza que a maioria não. Sei disso, pois atendo mulheres que sofrem com esse problema.

Ser uma vítima da moda não significa comprar uma peça ou outra da estação, mas sim se fantasiar de um editorial de revista ou ser uma copia completa de alguma blogueira/celebridade amada, sem nenhuma personalidade, sem nenhum estilo, apenas uma reprodução.

Acredito que a maioria dessas mulheres, que são vítimas da moda, sentem medo de estar desatualizada e de não serem aceitas.

Sei disso, pois eu mesma já passei por isso, e como te contei lá em cima, por alguns instantes me senti desse jeito novamente. Porém, com todo o conhecimento que tenho de truques, dicas e obviamente com o autoconhecimento, consigo imprimir minha personalidade no look e com isso sinto segurança e conforto, em qualquer look que eu edite.

Lembro de uma conversa que tive com uma amiga minha e ela me disse exatamente isso “muitas vezes sinto que meus looks estão desatualizados, não tenho nada que está na moda, pois não tenho dinheiro pra comprar tudo que está na moda”.

Ou seja, ser vítima da moda está totalmente ligado ao fato de gastar tudo o que você tem e o que não tem para se sentir parte de alguma coisa, algum grupo. Até entendo esse tipo de comportamento quando somos crianças e adolescentes, é da natureza humana querer fazer parte de um grupo, de uma comunidade, mas quando temos mais discernimento podemos ver que isso não é mais tão necessário assim e que fazer parte de um grupo é bacana, desde que tenha algum propósito e preencha seu coração.

Vamos pensar assim, existem tantas comunidades muito mais interessantes que podemos fazer parte. Podemos apoiar  alguma causa do meio ambiente, proteção animal ou qualquer uma do seu interesse, participar de algum grupo de leitura, meditação e por aí vai.

Minha proposta aqui é te mostrar que existem muitas formas de estar atualizada, tendo ou não algum elemento que está na moda, e ainda assim ter estilo, mostrar todo seu borogodó em um look e se destacar da maré do manequim de loja.

Isso é possível através de alguns recursos como: ter autoconhecimento, usar dicas e truques de estilo e etc., todos esses fatores contribuem e muito na hora de se vestir e inserir todo o seu charme no look diário.

Pensando nisso resolvi criar uma aula AO VIVO, ONLINE e GRATUITA, uma LIVE no YOUTUBE:

Aprenda a Dar Voz ao Seu Borogodó: Uma Aula de Como Vestir Ousadia e Criatividade Em Qualquer Idade

Nessa aula você vai aprender:

  1. 3 maneiras fáceis de atualizar seu look diário
  2. Como Inserir sua assinatura de estilo
  3. Fazer seu Guarda-Roupas render mais

Vou te ensinar como acontece a magia de criar looks com a sua cara.

Essa Live vai rolar Dia 26 de setembro, quarta-feira, às 20 horas (horário de Brasília).

Para assistir é preciso se cadastrar, basta CLICAR AQUI e preencher seu nome e email.

Te espero lá na LIVE.

Já estou ansiosa pro nosso encontro. <3

Beijo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *